Dissertações

Autor: Nadiesca Casarin

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Ph.D

Ano: 2012

Resumo: Essa dissertação tem como tema central a aplicação de uma das abordagens industriais mais estudadas e utilizadas nos últimos anos: a produção lean. O objetivo é desenvolver um método para a disseminação de práticas enxutas na logística interna, mais especificamente, em armazéns de matérias-primas. A aplicação dessas práticas, oriundas do Sistema Toyota de Produção, tem demonstrado muitos resultados positivos, não somente na manufatura, mas também no setor de serviços, incluindo as operações logísticas. Da mesma forma, a logística vem se tornando o diferencial competitivo de muitas empresas. No entanto, poucos autores abordam o tema, que se demonstra uma oportunidade de pesquisa. Primeiramente foi realizada uma revisão bibliográfica sobre a produção lean, a logística empresarial e a relação entre elas. Simultaneamente, uma pesquisa estruturada por publicações científicas relacionados com o tema obteve poucos resultados. Em seguida, o método foi desenvolvido a partir da revisão da literatura, utilizando trabalhos relacionados com o tema de pesquisa. O método é representado por um ciclo de disseminação de quatro fases, compostas por treinamentos, diagnóstico do armazém, planejamento e a aplicação das ferramentas, através de eventos kaizen. O diferencial do método está na sua área de aplicação: as operações de armazenagem. Por fim, utilizou-se a metodologia da pesquisa-ação para a aplicação do ciclo de disseminação em uma empresa industrial da área de telecomunicações, que adotou o método para introduzir e disseminar a cultura enxuta no seu armazém de matérias-primas. Após a avaliação dos resultados e verificação com especialistas da área, o método se demonstrou como uma boa forma de disseminação de práticas lean em armazéns de matérias-primas.

Palavras-chave: Lean, armazém, logística.

Baixar texto completo

Autor: Neimar Follmann

Orientador: Antônio Sérgio Coelho, Dr.

Ano: 2009

Resumo: A partir de uma pesquisa bibliográfica e da experiência adquirida no setor de Transporte de Cargas Fracionadas (TCF), foi desenvolvida uma modelagem para o gerenciamento da operação destas empresas, baseada na Teoria das Restrições (TOC). O resultado obtido é uma ferramenta que possibilita à organização identificar e gerenciar aquele processo que a esteja restringindo de alcançar um melhor desempenho financeiro. O processo limitador é chamado na TOC de restrição, e é este quem acaba por determinar o ganho das organizações devido à interdependência dos processos de um sistema. Para encontrar e gerenciar este processo é proposta uma modelagem com cinco passos que levam a um sistema gerencial focado no aumento contínuo do ganho. São eles: i) Apurar os indicadores globais para identificar a condição financeira atual da empresa, de acordo com a visão da contabilidade de ganhos; ii) Buscar o entendimento sistêmico da empresa e do negócio; iii) Mapear os tempos disponíveis para fazer a operação; iv) Gerenciar a limitação de capacidade física (restrição) da empresa através da: a) Aplicação dos cinco passos para focalização do gerenciamento dos recursos físicos; e/ou b) Aplicação da ferramenta Tambor-Pulmão-Corda (TPC) para gerenciamento dos tempos, quando estes estiverem causando uma limitação de capacidade física. v) Após um período pré-definido, geração de nova apuração dos indicadores globais, para verificar a evolução e os resultados das decisões anteriores. Na empresa estudada optou-se por identificar apenas a restrição, utilizando as ferramentas propostas. Observou-se um desafio comum a diversas organizações, que é a necessidade de informações mais acuradas para a tomada de decisões. Para superar este obstáculo foi proposta uma análise sistêmica que levasse em consideração as conseqüências geradas pela falta de capacidade, o que possibilitou a identificação da restrição, sem que fosse necessário ter todos os dados precisos. O principal resultado desse modelo é a possibilidade da empresa poder focar no processo que lhe limita o ganho, o que tem reflexos, principalmente, na forma como os investimentos são realizados, evitando saídas de caixa desnecessárias e pouco rentáveis, ao mesmo tempo em que é promovido um melhor aproveitamento dos recursos existentes, aumentando-se a receita.

Baixar Texto Completo

Autor: Vinicius de Morais Mauro

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 2009

Resumo: Este trabalho tem como objetivo avaliar a implantação de conceitos de produção enxuta oriundos do Sistema Toyota de Produção em Armazéns e Centros de Distribuição. Para tal, foi utilizada uma sistemática que consiste em avaliar a situação atual em termos de desperdícios, re-desenhar os processos utilizando os conceitos Lean, e implantar as mudanças garantindo a sustentabilidade das melhorias efetuadas. Para cada uma dessas etapas, foram estudadas ferramentas específicas visando alcançar o objetivo proposto. O estudo de caso apresentado refere-se à aplicação desta sistemática em um Centro de Distribuição de peças automotivas para reposição de uma montadora nacional, restringindo-se, portanto, a este ambiente de trabalho. Originário da indústria automobilística, o Sistema Toyota de Produção já demonstrou resultados positivos, não somente em manufatura, mas também no setor de serviços, como supermercados, hospitais, bancos, além de operações logísticas como centros de distribuição, cross-dockings, armazéns-gerais, etc. Tendo a logística se tornado atualmente o diferencial competitivo de muitas empresas, com prazos de entrega cada vez menores e maior personalização dos serviços, este trabalho adquire especial importância uma vez que os Centros de Distribuição se constituem num dos mais importantes elos do canal de distribuição das organizações. Foi demonstrado no estudo de caso que, aplicando conceitos simples do Sistema Toyota de Produção, visando a busca contínua pela eliminação de desperdícios, foi possível obter ganhos de produtividade da ordem de 18%, bem como melhorias nos níveis de serviço em até 90%, sem grandes investimentos em infra-estrutura e tecnologia.

Baixar texto completo

Autor: Dimas Ailton Rocha

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 2006

Resumo: A diferenciação tem sido meta constante das empresas produtoras, sejam elas de produtos ou serviços. Nesse ambiente, a agregação de valor é dificultada pela concorrência, que tem sido mais ágil em copiar as ações antes tidas como inéditas. O repasse puro e simples de custos absorvidos durante os processos de mudanças em produtos não é aceito com facilidade pelo mercado. Há necessidade de desenvolver alternativas que na visão do cliente sejam diferenciais de fato. A distribuição física de produtos, como área da logística empresarial assume parte deste papel de agregação de valor, através dos serviços de entrega. O diferencial, neste caso, está em diminuir o tempo decorrido entre o pedido e a sua efetiva entrega ao cliente, utilizando-se de todos os demais elementos logísticos ligados à área, como: canais de distribuição, modais de transportes, parceiros, dentre outros. O foco deste estudo está na análise de um novo sistema de distribuição física. O objeto de análise foi o estudo de caso de um sistema de entrega de uma empresa de revestimentos cerâmicos de Santa Catarina. Para a análise foram utilizados indicadores de desempenho logístico colhidos através de uma pesquisa junto aos clientes e aos dirigentes da referida empresa. Os resultados apresentados demonstraram que houve elevação nos índices de serviço ao cliente e nos níveis de desempenho esperados pela organização, na avaliação dos indicadores de desempenho identificados através da pesquisa com estes dois públicos.

Baixar texto completo

Autor: Alexandre de Freitas Côrtes

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 2006

Resumo: Esta pesquisa trata da elaboração de um sistema de indicadores de desempenho logístico, composto de indicadores que possam ser medidos e quantificados de maneira clara e objetiva, e da sua aplicação no centro de distribuição de uma empresa do setor supermercadista, utilizando como meio de análise os processos logísticos fundamentais que compõem a sua operação – recebimento, armazenagem, movimentação, expedição, estoques e transporte – e os elementos que contribuem para a obtenção de vantagem competitiva – custo, produtividade, qualidade e tempo. Na busca pelo aumento da eficiência operacional, a concentração das operações por centros de distribuição de produtos de alto giro, como os de supermercados, é uma nova realidade nacional e mundial. A logística garante ganhos de escala e economia nos custos do frete do fornecedor, que entrega a mercadoria em um único local, além de viabilizar de forma competitiva o seu fluxo até os seus diversos grau de capilaridade. Apesar dos expressivos investimentos que as empresas vêm fazendo para capacitar sua área logística e para enfrentar os desafios competitivos, a destinação de muitos recursos para o desenvolvimento de atividades logísticas não significa, necessariamente, a obtenção de vantagens competitivas; estas são alcançadas quando o uso dos recursos disponíveis possibilita às empresas oferecer serviços superiores aos seus clientes. Nesse contexto, um sistema de indicadores de desempenho adequado ao centro de distribuição torna-se ferramenta essencial ao processo de gestão desse centro, sendo a única forma de verificar se as operações logísticas estão atingindo as metas de serviços desejadas. Considera-se que os objetivos da aplicação do sistema de indicadores aqui proposto foram atingidos, tendo sido obtidos resultados positivos com tal aplicação.

Baixar texto completo

Autor: Israel Samuel Grüdtner

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 2005

Resumo: Entre as estratégias utilizadas pelas organizações na busca por diferenciais competitivos, encontra-se a terceirização, que estende-se também aos processos logísticos. A crescente procura pela terceirização de operações logísticas fez surgir os chamados prestadores de serviços logísticos (PSL), e posteriormente originou os operadores logísticos. Atualmente, o mercado nacional de operadores logísticos apresenta sinais de consolidação, exigindo que estas empresas mantenham práticas gerenciais adequadas ao seu negócio. Neste contexto, um modelo de avaliação de desempenho adequado ao operador logístico torna-se ferramenta essencial ao processo de gestão do mesmo. Nesta pesquisa foi estruturado um modelo de avaliação do desempenho logístico para operadores logísticos, desenvolvido a partir de modelos disponíveis na literatura e construído através de uma matriz de indicadores formada pelos principais processos desenvolvidos por um operador logístico (transporte, armazenagem, manuseio, informação e consultoria) e pelos elementos que contribuem para a obtenção de vantagem competitiva nas organizações (custo, ativos, produtividade, qualidade e tempo), resultando em 124 indicadores propostos. Para ilustrar a utilização do modelo, este foi aplicado a uma operação específica de um operador logístico localizado em São José dos Pinhais, no estado do Paraná. Nesta aplicação a matriz de indicadores foi adaptada e selecionados os indicadores adequados à operação em análise, tendo sido propostos 25 indicadores, dos quais, 20 foram medidos.

Autor: Carlos Francisco Morais Pereira

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 2004

Resumo: A competitividade está exigindo das organizações medidas de avaliação de desempenho,onde se busca um serviço eficiente e eficaz com um custo cada vez menor. O mundo globalizado está proporcionando as pessoas informações que refletem nas organizações como um todo. E a busca pela sobrevivência exige algumas mudanças nos processos e sistemas de avaliação de desempenho. E como a logística dentro das empresas é de suma importância, pois é um trabalho bastante complexo, que exige capital humano e financeiro, necessita de um acompanhamento para medir o desempenho de todos os processos envolvidos, pois estão relacionados a custo alto onde pode ser um grande diferencial para o produto final. Com isto iniciou-se um estudo bibliográfico para realização deste trabalho onde foram consultados as principais publicações acadêmicas disponíveis que contribuíram para a realização desta pesquisa sobre os conceitos de logísticas e também alguns modelos de avaliação de desempenho logístico. Percebeu-se que, basicamente, todo o material está direcionado para as empresas industriais e não para as comerciais. Porém foi escolhido, como base para o modelo proposto, o modelo da professora Maria Fernanda Rey, desenvolvido e estudado no Latin America Logistics Center do Georgia Institute of Technology. Onde a mesma focaliza quatro aspectos de muita importância que são o custo, o tempo, a produtividade e a qualidade e que foram desenvolvidos para empresas industriais. E o modelo proposto foi aplicado em uma empresa distribuidora atacadista, que é comercial, de forma matricial onde nas linhas da matriz demostra as principais atividades logísticas e nas colunas os quatros grupos de indicadores. Este modelo adaptado para a empresa comercial proporciona referências para a utilização de um benchmarking para futuros pesquisadores e profissionais que pretendem adotar a mesma metodologia dentro de uma empresa distribuidora e atacadista. E permite um acompanhamento sistemático dos seus indicadores e desempenhos. Possibilitando posteriormente definições de metas a serem atingidas.

Baixar texto completo

Autor: José Eduardo Zerbini

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 2003

Resumo: Com a abertura do mercado de petróleo e seus derivados, a logística passou a representar um importante diferencial competitivo para as empresas distribuidoras de combustíveis. Nesse cenário, é necessário garantir níveis elevados de serviço, ao menor custo possível, o que requer um eficiente gerenciamento da cadeia logística. A utilização de sistemas de gerenciamento integrado da cadeia de suprimento na distribuição de combustíveis pode representar uma grande oportunidade de redução de custos, aumento de competitividade e criação de valor para o cliente final. Dessa forma, é uma tarefa importante avaliar a viabilidade da implementação desses sistemas de gestão e definir as funcionalidades que devem ser aderentes aos processos do negócio. O presente trabalho faz uma análise dos processos da cadeia de suprimento da distribuição de combustíveis, identificando as principais oportunidades de melhoria que podem ser viabilizadas através da implementação de um sistema de gerenciamento integrado da cadeia logística. Estimando-se os benefícios e investimentos típicos relacionados à implementação desse sistema de gestão, é realizada, por fim, a análise de viabilidade econômica de sua utilização. Foram identificadas como principais oportunidades de melhoria, e consequentemente como os requerimentos funcionais mais relevantes que devem ser atendidos pelo sistema de gestão, a otimização do processo de Configuração da Rede Logística, o aprimoramento do processo de Planejamento de Demanda, a implementação de um processo integrado de Compras, Estoques e Transferências, a otimização do processo de Programação de Transportes e a realização da Reposição Automática de Estoques. De acordo com os benefícios e investimentos estimados, foi determinado um Valor Presente Líquido (VPL) para a implementação do sistema de gestão igual a R$ 65,1 milhões. Utilizando-se o critério de Taxa Interna de Retorno (TIR), chegou-se a um resultado de 90% a.a. Os investimentos seriam pagos ainda no segundo ano de utilização do sistema. Os resultados bastante favoráveis obtidos no trabalho indicam ser viável a implementação de um Sistema Integrado da Gerenciamento da Cadeia de Suprimento em empresas do setor de distribuição de combustível.

Baixar texto completo

 

Autor: Isabela Deschamps Bastos

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 2003

Resumo: Com o ambiente globalizado cada vez mais competitivo, o gerenciamento da logística têm auxiliado as empresas a buscarem alternativas de diferenciação para permanecerem atuantes no mercado. O foco é a satisfação do cliente a um menor custo possível, e para isso é necessário mudar a administração tradicional, em que cada setor trabalhava para alcançar seus objetivos particulares, para uma visão integrada, coordenando toda a cadeia, envolvendo desde o fabricante da matéria-prima, até o cliente final. O transporte participa do processo logístico, tornando disponível os produtos no local onde eles serão consumidos, criando valor através da prestação do serviço. Atuando em parceria, o embarcador e a transportadora conseguem a fidelidade de seus clientes, e criam vantagem competitiva através da redução de preços, maior velocidade e confiabilidade nas entregas. Os revestimentos cerâmicos são produtos que possuem baixo valor agregado, assim o custo do transporte é um importante componente do custo total do produto, com influência direta no preço final. Investir em medidas de desempenho no setor de transporte é uma estratégia que as empresas de revestimentos cerâmicos podem adotar, se estiverem preocupadas com o desempenho de toda a cadeia. Acompanhar o desempenho das atividades de transporte fornece uma visão de como essa atividade está situada e como pode melhorar, por isso a presente dissertação destina-se a desenvolver um modelo de avaliação de desempenho logístico, a partir de um estudo sobre diferentes abordagens defendidas por diversos autores. O modelo foi desenvolvido para ser utilizado por empresas de transporte rodoviário de cargas, atuantes na distribuição de revestimentos cerâmicos, através da adaptação de um modelo já existente, que inicialmente utilizava uma estrutura matricial composta de um conjunto de indicadores e os processos industriais relacionados a eles. A adaptação foi feita nos processos, onde ficaram definidas as seguintes atividades desempenhadas por uma transportadora de revestimentos cerâmicos: coleta, transferência, armazenagem, manipulação, distribuição e sistemas de informação. Os grupos de indicadores permaneceram da mesma maneira que a proposta original, sendo eles: custos, produtividade, qualidade e tempo. Foi definida uma nova matriz, onde no cruzamento das linhas com as colunas surgiram diversos indicadores para serem utilizados, de acordo com as necessidades de cada organização. Esse modelo foi então testado em uma empresa de transporte rodoviário de cargas, que trabalha em parceria com uma fábrica de revestimentos cerâmicos, ficando responsável fazer o transporte do produto final de Santa Catarina para o estado de São Paulo. Foram utilizados os indicadores que melhor se adaptassem com os objetivos estratégicos das empresas e os resultados foram satisfatórios para ambos os envolvidos, e a partir da idéia inicial da avaliação de desempenho, as empresas estão à procura de novas medidas e novos padrões para poderem se adaptar melhor às mudanças no ambiente empresarial. Com os resultados obtidos, foi possível verificar que o modelo é viável para sua utilização por outras empresas do setor.

Autor: Sandro Tavares

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 2003

Resumo: O cenário mundial demonstra que poucos mercados tem sentido uma expansão e que as organizações tem buscado seu crescimento, mas nem sempre tem obtido sucesso nesta busca. A competição é cada vez mais acirrada e os produtos já não são o diferencial competitivo. O nível de serviço agregando valor percebido ao produto e a resposta eficiente às necessidades dos consumidores ganham foco cada vez maior. Dentro deste contexto, a Logística ganha uma nova dimensão e tem despontado como solução para grande parte das necessidades exigidas pelo modelo de concorrência percebido pelas organizações. O conceito de gestão dos estoques, relacionamento, mix de produtos, gestão dos transportes e integração da cadeia de suprimentos deixa de ter enfoque operacional, passando a adquirir um caráter estratégico. O modelo VMI, onde a gestão dos estoques dos clientes passa a ser de responsabilidade dos fornecedores surge como alternativa de colaboração e de melhoria significativa na busca por redução de custos e melhoria do nível de serviço. Ao analisar o setor de revestimentos cerâmicos no varejo de materiais de construção é possível perceber que a logística tem grandes benefícios a serem proporcionados. Pelo perfil dos produtos e serviços, as estratégias logísticas podem gerar diferenciais com reduções de custos e otimizações de processos. O VMI pode então vir a ser uma forte estratégia para este setor. O presente trabalho efetuará um estudo do conceito VMI, propondo um modelo a ser aplicado ao Varejo de Materiais de Construção no Setor de Revestimentos Cerâmicos.

 

Autor: Jacir Adolfo Erthal

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 2003

Resumo: O presente trabalho tem como objetivo apresentar um modelo de avaliação do desempenho da Distribuição Física de Produtos, com especial concentração nos indicadores de custos, produtividade, qualidade e tempo. Mediante extensa revisão de literatura a respeito do assunto, tornou-se possível o conhecimento das várias atividades envolventes em um processo de logística integrada: os recursos materiais disponíveis, as qualidades requeridas e os pontos primordiais, que, direta ou indiretamente, afetam a percepção dos clientes ou consumidores. Pode-se verificar claramente, nessa revisão, que, no momento atual, toda e qualquer prestação de serviço está voltada ao cliente. Considerando-se a distribuição física de produtos como atividade de prestação de serviço, fica evidente que seu desempenho deve estar centrado nas necessidades dos clientes, razão pela qual o modelo apresentado procurou identificar fatores relevantes, tanto para a empresa como para seus clientes.Com base em observações efetuadas em empresas do setor industrial, constatou-se que o sistema de avaliação de desempenho deve ser de simples aplicação, com resultados práticos, objetivos e que possibilitem a tomada de decisões.O modelo foi aplicado numa empresa industrial com resultados satisfatórios. A proposta contempla o acompanhamento sistemático dos indicadores e seus desempenhos, ao longo dos períodos, o que será mais bem avaliado após algum tempo de aplicação e, com a possibilidade de definições de metas a serem atingidas.

 

E-mail

Autor: Jeferson Gil Furhmann

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 2003

Resumo: De modo a poder atuar de forma mais competitiva no mercado, é de primordial importância por parte das organizações, o conhecimento sobre seus processos logísticos. A dúvida, porém, nas organizações menores, é saber quais as medidas de desempenho utilizar a fim de apoiar a tomada de decisões e verificar se a distribuição física está sendo feita de forma satisfatória, afinal, não existe um modelo logístico perfeito, mas sim vários elementos que devem ser levados em consideração. Estabelecer metas e padrões não é uma tarefa fácil para as empresas menores, pois nem sempre há referências para se efetuar uma avaliação do desempenho logístico, nem a certeza de que a medição dos indicadores está sendo feita de maneira correta. Neste sentido, através da análise das abordagens sobre avaliação de desempenho logístico, foi elaborado um modelo consistente para avaliar o desempenho de um sistema de distribuição física, em pequenas e médias empresas, com o objetivo de analisar a maneira pela qual é medido o nível de desempenho logístico de uma indústria e, também, definir critérios para esta avaliação, mostrando a estruturação e a maneira de mensurá-la, tendo-se por base o custo, a produtividade, o tempo e o nível de serviço. Este modelo, aplicado a uma indústria fabricante de eletrodomésticos, possibilitou obter informações relevantes para o aprimoramento das atividades e alcance de resultados, permitindo um feedback através da mensuração dos aspectos anteriores, além de auxiliar o tomador de decisões a maximizar os resultados da empresa. Diante disto, o modelo permite manter a competitividade da organização face aos novos desafios de eficiência, melhores níveis de qualidade, agilidade na entrega, dentre outros, impostos pelo mercado atual.

Autor: Silvia Maria Gomes

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 2003

Resumo: O pólo industrial de São Bento do Sul, localizado no estado de Santa Catarina, ocupa na atualidade o primeiro lugar nas exportações de móveis do país. É uma região industrial com forte capacitação produtiva e especialização, reconhecida no mercado mundial. No entanto, apresenta algumas dificuldades relacionadas à capacidade de gerenciamento da cadeia logística. O objetivo desta dissertação é justamente realizar a medição de indicadores de desempenho logístico de forma que se identifiquem os principais problemas que limitam a Logística no pólo moveleiro, além de criar as bases de indicadores de benchmarking logístico a fim de que contribua no aumento da competitividade das empresas do setor. Por isso, se estruturou uma série de variáveis para medir o desempenho logístico. Fundamentados em quatro indicadores genéricos: tempo, qualidade, produtividade e financeiro. Além de realizar uma pesquisa exploratória para conhecer a situação do pólo, obtendo resultados significativos. Entre eles, a necessidade de promover a cultura logística, a visão integradora e a educação sobre gestão da cadeia de suprimento, a necessidade de controlar os custos logísticos, de promover parcerias e terceirizações na cadeia. Além do mais, de aproximar se ao cliente final.

Autor: Homero Gustavo Calatzis da Silva

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 2002

Resumo: Toda organização deve buscar atualizar-se, evoluir para manter-se no mercado cada vez mais globalizado e competitivo, a mesma precisa ainda avaliar a sua situação e buscar a melhoria contínua e diferenciais no mercado em que está inserida, a avaliação deve ser realizada de forma geral ou por fase na cadeia de suprimentos – “logística”. A avaliação do desempenho logístico no processo da aquisição pode proporcionar uma vantagem competitiva em relação a todo ciclo logístico. A indústria calçadista está necessitando medir ,controlar e avaliar os processos, tendo como maior dificuldade a falta de flexibilidade em relação à entrega do produto, uma vez que trabalha com moda, já que o prazo de entrega gira de trinta a quarenta dias para entrega, segundo as empresas consultadas neste trabalho. O trabalho descrito propõe um modelo de avaliação do desempenho na aquisição dos principais itens de consumo para a indústria calçadista da região do vale do rio Tijucas em Santa Catarina, buscando competitividade através do gerenciamento logístico.

Autor: Dilermando Pinto Mendes

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 2002

Resumo: A logística vem, gradativamente, ocupando espaço nas discussões dos gestores. Se a utilização da logística tem avançado visivelmente nas empresas manufatureiras, o mesmo não acontece nas empresas de serviços, que apresentam algumas características diferentes como a imaterialidade, participação da mão-de-obra maior que a participação dos produtos ou materiais, a impossibilidade de estocar, o consumo simultâneo a produção, a participação do cliente na produção dos serviços entre outros. Este estudo utiliza a logística como instrumento de desempenho e o Balanced Scorecard como ferramenta de avaliação. Optou-se pelo Balanced Scorecard, por tratar-se de um conjunto de perspectivas que permite equilibrar a medição. A aplicação da metodologia foi feita numa empresa de prestação de serviços na área de ensino, observando-se, como atividades da logística a localização, transporte, estrutura, estoque, suprimento e processo de prestação de serviços. No tocante ao Balanced Scorecard destaca-se a forte ligação entre os indicadores e a estratégia, permitindo que o gestor possa visualizar o comportamento das atividades consideradas fundamentais para o negócio. Definidas as atividades logísticas identificou-se os fatores críticos definiu-se as metas e as medidas de desempenho considerando as perspectivas do cliente, financeira, dos processos internos e de aprendizado e crescimento. Sua implantação requer participação coletiva e envolvimento dos dirigentes na minimização das resistências naturais.

Baixar texto completo

Autor: Javier Antonio Pietro Duclós

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 2002

Autor: Roberto Cervi

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 2002

Resumo: Para a realização deste trabalho, buscou-se fundamentar conceitos relacionados à logística segundo a cadeia de abastecimento enfatizando a centralização de compras com apoio virtual, buscando otimizar resultados e ganhos competitivos, para o segmento de farmácias de manipulação do Estado do Paraná, com apoio da ANFARMAG – PR (Associação Nacional das Farmácias Magistrais do Estado do Paraná). A crescente competitividade do mercado, vem fazendo com que as empresas busquem melhores resultados, através de parcerias com fornecedores, e para isso, reúnem-se em associações, cooperativas ou similares, visando concentrar forças para obter maior poder de barganha. Na fundamentação teórica se fornece informações sobre os diversos sistemas de gestão logística no que se refere à cadeia de abastecimento. Para tanto foram realizadas pesquisas bibliográficas, pesquisa junto a órgãos de classe e pesquisa de campo. A metodologia utilizada para elaboração da pesquisa foi a qualitativa na busca de informações relevantes que contribuíssem para o enriquecimento do trabalho, e, quantitativa junto as farmácias associadas à ANFARMAG-PR, distribuidores e transportadores. Os resultados das pesquisas demonstraram aspectos como o desconhecimento do assunto proposto por parte dos farmacêuticos assim como a necessidade de se criar alternativas como o agrupamento dessas organizações na busca de soluções competitivas. Foi concludente o resultado da pesquisa aplicada quanto aos ganhos relativos, obtidos com a proposta de centralização de compras, uma vez que todas as respostas conduzem a uma queda nos preços dos fornecedores e transportadores, quando da realização das compras conjuntas. Para a realização de trabalhos futuros recomenda-se aprofundar os estudos com relação aos fatores ambientais internos e externos que interferem diretamente no resultado dessas organizações.

Baixar texto completo

 

Autor: Cezar Augusto da Silveira

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 2002

Resumo: Este trabalho teve por objetivo verificar a redução de estoques de materiais que pode ser conseguida através da centralização dos estoques de Unidades de Negócio da Petrobrás. Isto foi feito por meio de um estudo de caso envolvendo as quatro refinarias situadas no Estado de São Paulo, considerando a demanda histórica de itens selecionados, das quatro refinarias.. Cabe enfatizar que este trabalho trata dos estoques de materiais, o que inclui equipamentos, necessários à continuidade operacional das instalações industriais da Petrobrás. Não considera os estoques de petróleo e seus derivados. Além disso, visa divulgar uma metodologia, de aplicação relativamente simples, que subsidie a tomada de decisão das gerências através de dados, quanto ao potencial de redução de estoques por meio da centralização dos mesmos. Esta centralização considera a gestão dos estoques e não, necessariamente, a centralização física. Este tipo de redução é feito por ocasião da formação de estoques, já que prevê a existência de um volume menor dos itens para garantir a continuidade operacional. Com isso, é possível reduzir a possibilidade de perdas de estoque através de obsolescência, roubos, sinistros, sobras etc, que levam muitas empresas a se desfazerem de seus estoques inservíveis através de sucateamento ou utilizações menos nobres. Também permite que as empresas tenham menores custos financeiros para manter seus estoques. Foram escolhidas estas refinarias pelo fato de serem órgãos operacionais de natureza semelhante, com itens de estoque também semelhantes e estarem próximas umas das outras, permitindo o envio de itens entre as refinarias em até cerca de quatro horas, por rodovia. Foi escolhido o método do Portfolio Effect, que prevê um tratamento estatístico da demanda dos itens, o que já é bastante conhecido pela área de gestão de estoques dos órgãos da Petrobras e por considerar pressuposições semelhantes ao caso estudado nesta dissertação. Assim, foram aplicadas as fórmulas do Portfolio Effect para os dezesseis itens que representavam 51% do valor total dos itens comuns. O potencial de redução médio calculado para esses itens foi de 23,40% sendo que um dos itens apresentou redução de 51%. Numa situação real, a decisão quanto à centralização deve considerar, também, os novos custos de emissão de pedidos locais, de transportes, de espaço ocupado, de pessoal e outros custos contábeis aplicáveis. O trabalho considerou, apenas, os itens comuns consumidos pelas quatro refinarias. O potencial de ganho poderá aumentar se forem considerados, também, os itens consumidos por somente duas e por somente três refinarias.

Autor: Henrique Bruno Schmitt

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 2002

Resumo: A mensuração da performance dos processos logísticos de organizações prestadoras de serviços logísticos é considerada dentro do ambiente empresarial como de primordial importância para aquelas que têm como desafio atuar de forma mais competitiva em mercados globais. Um dos setores em que essa realidade é observada é o agrícola – especialmente de granéis -, onde os operadores logísticos constituem um elo fundamental das cadeias produtivas dos grãos, os quais representam uma fatia representativa do PIB agrícola nacional e atuam como um dos mais importantes reguladores da balança comercial brasileira. Esses operadores logísticos fazem parte de um grupo muito heterogêneo de organizações baseadas em ativos ou em informações, mas que, de forma similar, não tabulam de maneira organizada e periódica seus resultados operacionais. Conseqüentemente, não acompanham a performance de seus processos primários, ou seja, os serviços oferecidos e vendidos aos clientes. O estudo iniciou através do levantamento do panorama e dos conceitos de avaliação de desempenho logístico. Para isso, foram consultadas todas as principais publicações acadêmicas disponíveis que poderiam oferecer alguma contribuição ao tema. Basicamente, todo o material a que se teve acesso estava focado na mensuração da performance de empresas com processos industriais. Um destes modelos estudados foi o desenvolvido no Latin America Logistics Center do Georgia Institute of Technology, um grupo de estudos chefiado pela Prof. Dra. Maria Angélica Rey, que consiste da proposta de aplicação de quatro grupos de indicadores de desempenho (financeiro, produtividade, tempo e qualidade) às atividades logísticas efetuadas na empresa. Com base nesta estrutura, foi proposto um novo modelo voltado à aplicação em empresas prestadoras de serviços logísticos. O resultado desse novo modelo proposto foi apresentado de forma matricial, na qual, nas linhas figuram as principais atividades logísticas efetuadas por operadores logísticos e no lugar das colunas, os quatro grupos de indicadores. Para cada atividade foram apresentados exemplos de indicadores dos diferentes grupos. Na parte metodológica do estudo foi proposta a forma de medição dos indicadores sugeridos e demonstrada uma das representações gráficas que pode assumir. Finalmente foi feita a aplicação do modelo, através de um sistema de indicadores de desempenho em um grande operador logístico atuante no setor agrícola de cargas a granel sediado no Norte do Paraná. Desta forma buscou-se demonstrar o uso deste novo modelo e criar os primeiros padrões de referência que poderão ser utilizados como benchmarking por outros profissionais/pesquisadores que adotarem a mesma metodologia.

Baixar texto completo

Autor: Gilmar Amilton Macohin

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 2001

 

Autor: Antonio Goes Camelier de Souza

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 2001

Resumo: As definições sobre performance empresarial e performance logística são ainda controvertidas dentro do meio acadêmico e empresarial. A imensa variedade de formas propostas por diferentes autores para definir a performance, sua medição e avaliação tornam esta tarefa complexa demais para ser totalmente estruturada numa dissertação de mestrado. A questão das diferentes perspectivas sob as quais a performance pode ser abordada, a evolução histórica dos conceitos de performance, as novas teorias organizacionais, conceitos e técnicas, tais como o gerenciamento integrado da cadeia de suprimento (supply chain), as parcerias e alianças, o Just in Time, o Optmized Production Technology, entre outros, aparecem com freqüência, porém de forma isolada e não inseridos dentro de um contexto de maior amplitude. A proposta deste trabalho está baseada em três modelos. O primeiro é um modelo geral sobre o gerenciamento de mudanças. Os dois outros modelos estão contidos no modelo geral e referem-se a medição e avaliação da performance de forma situacional e de forma contínua. Para o modelo situacional foi conduzida uma pesquisa pelo correio com as unidades de Exploração e Produção da Petrobras e seus principais fornecedores sobre os vários fatores e questões que influenciam a performance organizacional e logística. O modelo proposto para a medição e avaliação contínua da performance foi baseado numa pesquisa bibliográfica e para ser aplicado necessita ser adaptado à situação particular de cada empresa e validado após aplicação.

 

Autor: Paulo Cezar Lobo Colli

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 2001

Resumo: Não há dúvida de que as atividades logísticas vêm ganhando crescente importância nos negócios ultimamente, independentemente da indústria que se queira analisar. Em função disso, são grandes os benefícios para aquelas organizações que, saindo à frente, desenvolvem com maior eficácia as suas atividades logísticas, ganhando notória vantagem na competição com seus pares. No entanto, faz-se necessário o entendimento por parte das empresas, da necessidade de que a logística seja gerenciada como um sistema, flexível porém conectado, integrado. Nesse sentido, os sistemas logísticos devem buscar atingir a sua Efetividade, que nada mais é do que a sinergia resultante da sua eficiência interna e da sua eficiência externa. Contudo, só é possível conhecer a Efetividade de um sistema logístico, se a ele for aplicado algum processo de avaliação de desempenho, capaz de mensurar as atividades componentes desse sistema. Assim, este trabalho procura reforçar a idéia de que, para que as organizações possam vir a obter performances positivas de seus sistemas logísticos, necessitarão prever em seu escopo, forçosamente, processos de avaliação de desempenho compreendendo as inúmeras atividades que compõem estes sistemas logísticos. Através da análise de diversas abordagens tratando da avaliação do desempenho logístico, criou-se a base para a formulação da proposta de um modelo de avaliação do desempenho de um canal de distribuição, onde se procurou avaliar o Nível de Serviço ao Cliente na distribuição física, caracterizando desta forma, uma mensuração da Eficiência Externa do sistema analisado.

Autor: Marcos Edgard Sigoli

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 2001

Resumo: Na atualidade as empresas visam o aumento da competitividade através da busca da excelência em seu próprio negócio, objetivando vencer a concorrência e aumentar a lucratividade. Desta forma, há uma procura incessante para eliminação do desperdício e otimização dos processos, e desta maneira, a logística surge como um grande potencial de redução de custos uma vez que ela é responsável, entre outras atribuições, pela ligação da empresa com o mundo. Observa-se dentro do escopo da logística empresarial uma atribuição que é a de ser responsável por toda a cadeia de abastecimento e como tal, também busca a excelência. Primeiramente, antes de efetuar-se qualquer mudança na cadeia de abastecimento, tem que se compreender o seu funcionamento, suas vantagens e desvantagens para assim alcançar a otimização e a redução de custos. Para que seja implementada uma sistemática que vise a busca da melhoria, um sistema de mensuração do processo tem que ser eficiente e eficaz, o qual evite as distorções de conclusões e que possibilite a melhoria contínua do processo. Portanto, focando a logística, a cadeia de abastecimento e sistemas de mensuração, esta dissertação tem o objetivo de apresentar uma sistemática para a avaliação do nível de desempenho logístico de fornecedores, e também uma pesquisa realizada em algumas empresas que adotam esta sistemática. E também, propor e aplicar um modelo para uma empresa onde o parque de fornecedores possui uma representatividade significativa no seu resultado.

Autor: Romeu Zarske de Mello

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 2001

Resumo: Este trabalho de monografia mostra a Logística Empresarial e a sua influência no nível de competitividade das empresas frente ao processo de globalização. Enfoque especial é dado ao ramo das empresas de transporte rodoviário de carga que neste novo momento, devem tomar atitudes no sentido de fazer frente à elevada concorrência bem como, procurar atender a uma clientela cada vez mais ciente de seu poder neste jogo complicado que é a economia. Estas atitudes que os empresários do setor de transporte podem adotar, por exemplo, os elevam a uma posição bem distinta da que hoje ocupam. Passam a fornecer além do simples frete, uma série de outros serviços tais como armazenagem, controle, distribuição e muitos outros. Assim, dentro deste contexto, o trabalho é desenvolvido com o objetivo de mostrar de maneira sucinta, a evolução do setor de transportes no Brasil, sua situação atual, bem como apresentar a Logística, seu conceito, evolução e abrangência enfatizando que sua presença é fundamental para as empresas do ramo na busca pelo estabelecimento de vantagens competitivas, uma vez que a sua aplicação dentro de um enfoque sistêmico conduz a empresa a melhores resultados. Antes disto, uma visão do momento atual e a evolução para este estágio, é apresentado. Um objetivo mais específico é a apresentação de um exemplo no qual se estabelecem alguns procedimentos para que principalmente, as empresas de pequeno e médio porte atuantes no mercado, que de acordo com a CNT (Confederação Nacional dos Transportes) representam aproximadamente 95% do total de 12.000 empresas de transporte de carga (ETC), tenham subsídios técnicos para auxiliá-las na tomada de decisões no que tange à sua permanência e melhoria de posicionamento no mercado. Para tanto se apresenta, os principais problemas enfrentado por estas transportadoras e, propõe-se algumas alternativas que permitam a estas, o posicionamento estratégico necessário para atingir as metas acima.

Autor: Renato Macedo Poli

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 2001

Resumo: Resumo informativo referente à pesquisa efetuada sobre a identificação dos impactos da utilização de centros de distribuição nos custos logísticos e no nível de serviço ao cliente final. Analisa o processo de distribuição física da Fiat Automóveis fazendo uma comparação entre a estratégia logística de distribuição física centralizada ou descentralizada. A pesquisa busca comparar os custos e níveis de serviço do modelo atual de distribuição física centralizada com um modelo proposto de distribuição física descentralizada. A metodologia utilizada foi um estudo de caso baseado em simulações do modelo proposto com quantidades variadas de centros de distribuição. Os resultados apresentados foram de um efetivo incremento de custos com a utilização dos centros de distribuição nas localidades definidas, acompanhados de um melhoramento substancial do nível de serviço oferecido aos clientes, oferecendo uma solução logística importante para a satisfação dos clientes em um mercado cada vez mais competitivo.

Autor: Edelvino Razzolini Filho

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 2000

Resumo: Um adequado gerenciamento logístico não pode prescindir de medidas para avaliar o desempenho dos sistemas afetos à área. Assim, a avaliação do desempenho dos sistemas logísticos assume papel central nas estratégias logísticas das organizações. Um dos sistemas que apresenta grande potencial de contribuição, a tais estratégias, é o de suprimentos. Nas organizações médico-hospitalares, o desempenho dos fornecedores de medicamentos é de importância fundamental, uma vez que falhas podem significar a diferença entre a vida e a morte. Portanto, avaliar tais fornecedores significa possibilitar um melhor desempenho às organizações médico-hospitalares e aos próprios fornecedores. Este estudo desenvolve um modelo que permite avaliar o desempenho dos fornecedores das organizações médico-hospitalares, através de um conjunto de fatores considerados relevantes ao processo decisório de compras, possibilitando melhorar a competitividade dos mesmos e, ao mesmo tempo, melhorar o gerenciamento logístico.

Baixar texto completo

Autor: Edlene Barbieri

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 2000

Resumo: A logística, apesar de ser uma função antiga muito utilizada pelo exército como estratégia militar, vem tomando grande impulso nas últimas décadas no campo empresarial, demonstrando ser uma ferramenta útil na obtenção de vantagem competitiva através da diferenciação de serviço e liderança nos custos.

Autor: Patrícia Costa Duarte

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 1999

Resumo: Dada a importância da logística na melhoria dos serviços oferecidos ao cliente e na dinamização dos custos, permitindo aumento da produtividade e globalização do mercado, surgem as Plataformas Logísticas. O presente trabalho desenvolveu um modelo de organização logística de uma Plataforma em um terminal ( porto ), para isso, descreve a situação portuária brasileira, dada a importância do porto nas relações comerciais no mundo. O modelo é estruturado com base no modelo europeu de Plataforma Logística e na própria compreensão de rede logística. Quanto ao estudo de caso, foi realizado na Estação Aduaneira do Interior – EADI, administrada pela Portobello Armazéns Gerais S/A . Foram analisados os setores logísticos, bem como as vantagens e principais serviços da mesma, aplicando a metodologia desenvolvida com a finalidade de verificar se a empresa tem condições de ser transformada em uma Plataforma Logística. Quanto aos resultados obtidos, conclui-se que, para se estruturar como uma Plataforma Logística; a Portobello EADI, não possui eixos de transportes multimodais como uma alternativa à circulação de mercadorias favoráveis à promoção da mesma, realizando apenas o transporte rodoviário EADI – porto/aeroporto e, vice-versa. Mas Santa Catarina possui condições para implantar uma Plataforma Logística, utilizando os recursos favoráveis de cada região do estado.

Baixar texto completo