Laboratório de Desempenho Logístico

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Modelo de avaliação de desempenho de operadores logísticos atuantes no setor agrícola de cargas a granel

E-mail

Autor: Henrique Bruno Schmitt

Orientador: Carlos Manuel Taboada Rodriguez, Dr.

Ano: 2002

Resumo: A mensuração da performance dos processos logísticos de organizações prestadoras de serviços logísticos é considerada dentro do ambiente empresarial como de primordial importância para aquelas que têm como desafio atuar de forma mais competitiva em mercados globais. Um dos setores em que essa realidade é observada é o agrícola - especialmente de granéis -, onde os operadores logísticos constituem um elo fundamental das cadeias produtivas dos grãos, os quais representam uma fatia representativa do PIB agrícola nacional e atuam como um dos mais importantes reguladores da balança comercial brasileira. Esses operadores logísticos fazem parte de um grupo muito heterogêneo de organizações baseadas em ativos ou em informações, mas que, de forma similar, não tabulam de maneira organizada e periódica seus resultados operacionais. Conseqüentemente, não acompanham a performance de seus processos primários, ou seja, os serviços oferecidos e vendidos aos clientes. O estudo iniciou através do levantamento do panorama e dos conceitos de avaliação de desempenho logístico. Para isso, foram consultadas todas as principais publicações acadêmicas disponíveis que poderiam oferecer alguma contribuição ao tema. Basicamente, todo o material a que se teve acesso estava focado na mensuração da performance de empresas com processos industriais. Um destes modelos estudados foi o desenvolvido no Latin America Logistics Center do Georgia Institute of Technology, um grupo de estudos chefiado pela Prof. Dra. Maria Angélica Rey, que consiste da proposta de aplicação de quatro grupos de indicadores de desempenho (financeiro, produtividade, tempo e qualidade) às atividades logísticas efetuadas na empresa. Com base nesta estrutura, foi proposto um novo modelo voltado à aplicação em empresas prestadoras de serviços logísticos. O resultado desse novo modelo proposto foi apresentado de forma matricial, na qual, nas linhas figuram as principais atividades logísticas efetuadas por operadores logísticos e no lugar das colunas, os quatro grupos de indicadores. Para cada atividade foram apresentados exemplos de indicadores dos diferentes grupos. Na parte metodológica do estudo foi proposta a forma de medição dos indicadores sugeridos e demonstrada uma das representações gráficas que pode assumir. Finalmente foi feita a aplicação do modelo, através de um sistema de indicadores de desempenho em um grande operador logístico atuante no setor agrícola de cargas a granel sediado no Norte do Paraná. Desta forma buscou-se demonstrar o uso deste novo modelo e criar os primeiros padrões de referência que poderão ser utilizados como benchmarking por outros profissionais/pesquisadores que adotarem a mesma metodologia.

Baixar texto completo